Palestras sobre violência contra a mulher marcam Semana da Enfermagem e do Serviço Social do Hospital Maria Lucinda

Eu Escolho uma Vida sem Violência. E você? ”

A violência contra a mulher fez parte dos temas abordados na edição deste ano da “Semana da Enfermagem e do Serviço Social”, promovida pelo Hospital Maria Lucinda, para homenagear os profissionais das áreas. Na programação, uma série de atividades: debates, homenagens e apresentações culturais.

Diversos gestores do Maria Lucinda e das unidades administradas pela Fundação Manoel da Silva Almeida, profissionais de saúde e convidados estiveram reunidos no encerramento das comemorações, no dia 15 de maio, no auditório do Colégio Virgem Poderosa. Na ocasião, apresentação cultural das alunas do Colégio São Judas Tadeu, que foram acompanhadas pela professora Ana Paula Andrade Fontes De Oliveira, e as palestras “Punição e Prevenção”, ministrada pela delegada do Departamento de Polícia da Mulher de Pernambuco, Gleide Ângelo; “Violência contra Mulheres Negras”, apresentada pela assistente social da UFPE, Silvana Nascimento; além de “Acolhimento às Mulheres Vítimas de Violência”, proferida pelas representantes do Centro de Referência Clarice Lispector, Josilene de Melo Carvalho e Maria Lúcia Jordão Pinheiro.

Representando a direção do hospital, a diretora Administrativa Ana Cristina Passavante falou sobre a importância do tema. “Quero parabenizar ao Serviço Social, à Enfermagem e à Medicina do Trabalho por essa iniciativa. Dizer que é um tema bastante relevante e que ficamos muito felizes em debater esse assunto, porque acreditamos que só através do conhecimento  as mulheres podem se defender.  Espero que seja um momento de integração e aprendizado para todos”, disse.

A delegada Gleide Ângelo agradeceu o convite e enfatizou a relevância do trabalho dos profissionais de saúde em casos de violência doméstica. “Como profissionais de saúde, vocês possuem um papel fundamental nesse processo. Porque têm o contato direto com a vítima, podendo auxiliar no acolhimento e enfreamento desse mal, que infelizmente ainda acomete tantas mulheres”, destacou.

UPA Caxangá comemora 8 anos de funcionamento registrando quase 1,5 milhão de atendimento

“Um agradecimento especial aos gestores, servidores e amigos do Hospital Maria Lucinda, que nos ensinam a fazer sempre mais com menos, a cada obstáculo que surge”.

No final da tarde do dia 10 de abril, o pequeno paciente Luiz Pablo Macedo, de 7 anos, foi quem apagou as velas do bolo que marcou a comemoração dos 8 anos de funcionamento da UPA Caxangá, administrada desde sua  fundação com a experiência exitosa  do Hospital Maria Lucinda, que se dedica a atender os usuários do SUS há  88 anos,  através da Fundação Manoel da Silva Almeida.

O garoto, filho da dona de casa Suelane Macedo, vem sendo atendido na unidade desde os dois anos de idade, quando sofreu sua primeira crise de asma. Ele é um dos mais de 1 milhão de pacientes atendidos pela UPA desde sua inauguração em 2010.

A comemoração foi simples, mas com dose exagerada de carinho, que sempre faz bem. Para celebrar a data, a diretora-geral da UPA, Josa Almeida, reuniu gestores, funcionários, parceiros e pacientes numa festinha de confraternização. “Saúdo aqui a todos e agradeço a disponibilidade, o carinho e a dedicação de cada um de vocês que nos ajudam todos os dias. Também faço um agradecimento especial aos gestores, servidores e amigos do Hospital Maria Lucinda, que nos ensinam a fazer sempre mais com menos, a cada obstáculo que surge”, ressaltou, emocionada, a diretora.

Também prestigiaram a comemoração a Irmã Maria José; Marina Silva, que representou o superintendente do hospital; o médico Luiz Alberto de Araújo; a diretora administrativa, Ana Cristina Passavante; a diretora-médica da UPA, Audrey Vasconcelos; a coordenadora Administrativa, Geórgia Assunção; o coordenador Administrativo e Financeiro da UPA Nova Descoberta, Júnior Passavante; e, por último, a apoiadora da UPA na Secretaria de Saúde do Estado, Andrea Rocha, que fez questão de demonstrar seu carinho pela unidade. “É uma grande satisfação participar do aniversário da UPA. Esta unidade mora em meu coração. É bonito ver uma gestão tão bem entrosada, com equilíbrio e determinação em prol dos que aqui buscam atendimento”, disse.

Ainda houve a apresentação de um vídeo de motivação e agradecimento, uma oração conduzida pela Irmã Maria José, o esperado “Parabéns para você!” e o corte do bolo.

Números – Cerca de 1,5 milhão de atendimentos médicos e mais de 1 milhão de exames diagnósticos de radiologia, eletrocardiogramas e laboratoriais. Esses são os números computados pela UPA da Caxangá ao longo dos seus 8 anos de existência. No segmento de classificação de risco, foram 33.600 atendimentos na emergência; 434.949 na urgência; 716.484 na não emergência e 29.962 no atendimento social. “Em relação aos pacientes atendidos na Unidade, apenas 4,9% foram transferidos, reforçando a alta resolutividade da UPA”, comemora Josa Almeida.

Primeiro Centro de Referência em Doenças Raras do Estado funcionará no Hospital Maria Lucinda

O cuidado e dedicação que Hospital da Família Maria Lucinda presta à população pernambucana há 89 anos, ganha um reconhecimento que será um marco para medicina no estado. A partir deste mês, o hospital será o primeiro Centro de Referência em Doenças Raras do Pernambuco, com o aval do Ministério da Saúde.   O anúncio foi realizado no dia 20 de fevereiro durante reunião da Frente em Defesa das Pessoas com Deficiência na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), e a expectativa é que as atividades sejam iniciadas até o mês de maio

Segundo o superintendente Luiz Alberto de Araújo o Centro de Referências em Doenças Raras funcionará   com equipe multiprofissional especializada como médico geneticista, pediatras, neurologistas, ortopedista, cardiologista, clínico geral, cirurgião pediátrico, gastropediatra, pneumologista, além de profissionais de assistência social, enfermagem, nutrição todos capacitados para assistência e acolhimento aos pacientes e seus familiares. “Cuidaremos desses pacientes com a dedicação que há décadas diariamente temos com todos os que confiam  em nossa instituição o seu maior BEM: a saúde”, ressalta o médico Luiz Alberto.

Para testes de diagnósticos, serão disponibilizados laboratório de análises clínicas; exames radiológicos; laboratório especializado em investigação de erros inatos do metabolismo e laboratório de investigação genética. Além disso, o ambulatório também vai contar com um centro de informação sobre essas doenças, possibilitando, assim, a disseminação do conhecimento sobre as doenças raras.

UPA Nova Descoberta comemora sete anos com mais de um milhão de atendimentos

Com muito trabalho, compromisso e dedicação, a Unidade de Pronto Atendimento Solano Trindade, a UPA Nova Descoberta, tem prestado um importante serviço de assistência à saúde para cerca de 500 mil pessoas que residem nos 24 bairros que fazem parte da Zona Norte (*) da cidade.

Em sete anos de funcionamento, a unidade, que é administrada pelo Hospital Maria Lucinda realizou mais de um milhão de atendimentos de urgência e emergência nas especialidades de Clínica Médica, Traumato-Ortopedia, Pediatria e Odontologia.  O centro de saúde conta com uma equipe composta por mais de 200 profissionais e é equipado com 21 leitos de Enfermaria, sendo cinco salas vermelhas, 11 amarelas de adulto; quatro de Pediatria, além de uma de isolamento. A UPA também dispõe de salas de Raio-X e Nebulização, ambulância, cadeiras de rodas, além de Emergência Odontológica, que conta com cirurgiões-dentistas de plantão das 7h às 19h, todos os dias da semana, incluindo domingos e feriados.

Segundo o coordenador Administrativo e Financeiro da Upa Nova Descoberta, Júnior Passavante, a unidade superou a meta anual de atendimentos previstos, alcançando o índice de 114% do percentual esperado. “Esse ótimo resultado é fruto do empenho e dedicação de toda a equipe da unidade que tem feito sempre o melhor trabalho para garantir a saúde da população que precisa da unidade. Isso é gratificante nos motiva a continuar o trabalho nesse sentido”, destaca.

COMEMORAÇÃO – Para festejar o aniversário da UPA, diretores, gestores, profissionais de saúde e funcionários participaram, no dia 15 de fevereiro, de uma pequena comemoração, que aconteceu no espaço de eventos da Unidade.

(*) Alto do Mandu, Apipucos, Casa Amarela, Jaqueira, Monteiro, Poço da Panela, Santana, Sítio dos Pintos, Tamarineira, Alto José Bonifácio, Alto José do Pinho, Mangabeira, Morro da Conceição, Vasco da Gama, Nova Descoberta, Brejo da Guabiraba, Brejo de Beberibe, Córrego do Jenipapo, Guabiraba, Macaxeira, Passarinho, Pau Ferro e Dois Unidos.

Fotos da Comemoração do Aniversário dos 7 anos da UPA Nova Descoberta

 

 

 

 

Bloco Viver com Alegria chega à 10ª edição

Com muita alegria e descontração, o bloco Viver com Alegria, organizado por funcionários do Hospital Maria Lucindadesfilou pelas principais ruas dos bairros do Parnamirim, Tamarineira e Jaqueira, no dia 2 de fevereiro.

O bloco, que chegou à sua 10ª edição, reuniu funcionários e pacientes do hospital animados pela orquestra de frevo Ciclone, que tocou diversos sucessos do ritmo pernambucano, como Vassourinhas, Voltei Recife e É de Fazer Chorar, além de executar pela primeira vez, o hino do bloco, composto pelo paciente e músico Gabera do Pagode.

Muitos gestores além do superintendente do Hospital Maria Lucinda, Luiz Alberto que participa desde a primeira edição, entraram na folia. “Como já é tradição, o bloco está levando alegria por onde passa. Isso é maravilhoso. Nos deixa muito felizes e animados para continuar realizando nos próximos anos”, disse.

Já para Marina Silva, coordenadora de eventos do Maria Lucinda, o bloco promove momentos de alegria e motivação aos nossos funcionários e pacientes. “É maravilhoso ver todo mundo aqui brincando de forma saudável e se confraternizando. Todos unidos prestigiando a nossa cultura e minimizando o estresse vivido diariamente no ambiente hospitalar. E se Deus quiser, ano que vem tem mais”, comentou.

Confira os melhores momentos do bloco Viver com Alegria:

BLOCO VIVER COM ALEGRIA DO MARIA LUCINDA DESFILE PELO 10º ANO

 

Como já é tradição desde 2009, funcionários e pacientes do Hospital Maria Lucinda entram no clima carnavalesco com o bloco Viver com Alegria. Nesta sexta-feira (2 de fevereiro), os foliões vão se reunir  às 14h no pátio do hospital, localizado no bairro do Parnamirim, no Recife. O percurso é animado por orquestra de frevo e tem cerca de dois quilômetros, passando pelas avenidas Rosa e Silva e Parnamirim e pelas ruas Antenor Navarro, Padre Roma e Sebastião Malta Arcoverde.

“O nosso objetivo é promover um momento de alegria e motivação aos nossos funcionários e pacientes. Mas o bloco está aberto para toda a população”, explica a coordenadora de eventos do Maria Lucinda, Marina Silva. A música da agremiação, inclusive, será lançada nesta sexta-feira e foi composta por um paciente, o músico Gabera do Pagode. A camisa do Viver com Alegria está à venda no hospital por R$ 25 – o valor dá direito ainda a três cervejas ou três refrigerantes e água à vontade.

O bloco conta com apoio do 11º Batalhão da Polícia Militar e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), para garantir a segurança dos foliões. Uma ambulância com equipe de enfermagem também vai acompanhar o cortejo, cujo encerramento está programado para 17h, no próprio hospital. Informações: (81) 3267-4344.

Jornal O Comendador – Edição Outubro, Novembro e Dezembro de 2017

Fique por dentro das novidades e eventos do Hospital Maria Lucinda.
Leia a edição de trimestral (Outubro, Novembro e Dezembro) do Jornal O Comendador:

20º Encontro dos Pacientes Especiais do Hospital Maria Lucinda

Mais do que um simples encontro, uma celebração a vida. Foi assim a 20ª edição do Encontro dos Pacientes Especiais do Hospital Maria Lucinda, realizada no dia 25 de novembro, no salão de festa do Colégio Virgem Poderosa, no bairro da Parnamirim. O objetivo principal da iniciativa, organizada pelo Serviço Social do Maria Lucinda, é promover o reencontro e a confraternização entre pacientes e médicos do setor de Urologia da instituição. Dentro da programação, homenagens, almoço musical, com o artista Dudu do Acordeon; e o tradicional corte do bolo comemorativo.

Prestigiaram o evento, o superintendente Luiz Alberto Araújo, a diretora Administrativa Ana Cristina Passavante, a presidente da Sahima Irene Almeida, a diretora financeira Irmã Fabíola, os médicos Salvador Vilar e Givanete Almeida, a equipe do setor de Urologia do Hospital Maria Lucinda, além de pacientes, funcionários e voluntários do centro de saúde.

O superintendente do hospital, Luiz Alberto Araújo, falou sobre a satisfação de participar de mais um encontro. “É com muita alegria que estamos aqui para mais um encontro, que se mantém por 20 anos ininterruptamente. Não sei como expressar o quanto é gratificante reencontrar esses pacientes bem, adultos, pais e mães de família, formados e superando limitações. É indescritível tudo isso e a cada ano esse laço afetivo se consolida ainda mais”, explicou Luiz Alberto Araújo.
A ex-paciente e pedagoga Silvaneide Correia da Silva destacou o diferencial de ter recebido o seu tratamento no Maria Lucinda. “Sou acompanhada aqui desde 1986. Posso dizer, com toda a certeza, que esse hospital é a minha segunda casa e a equipe médica que me acompanha é a minha segunda família. Sou muito grata a eles por tudo que fizeram e ainda fazem por mim”, disse Silvaneide, que nasceu com um defeito congênito denominado de extrofia da bexiga.

Confira abaixo os melhores momentos do encontro:

Conhecendo o Maria Lucinda: Setor de Hemodiálise

Os pacientes com Insuficiência Renal Crônica atendidos no Hospital Maria Lucinda dispõem de uma ampla e moderna estrutura para realizar a hemodiálise, que é uma terapia renal substitutiva em que uma máquina exerce a função do rim doente, limpando e filtrando o sangue eliminando assim as toxinas do organismo.
O serviço conta com duas salas adaptadas com equipamentos de última geração e uma equipe multidisciplinar composta por 16 médicos, cinco enfermeiros, uma assistente social, uma nutricionista e dez técnicos de enfermagem.
Atualmente, são 214 pacientes oriundos do SUS em tratamento dialítico, que fazem hemodiálise quatro vezes por semana, em média, durante quatro horas. “Antigamente, só tínhamos espaço para atender 56 pacientes, o que era muito pouco, tendo em vista a demanda do hospital. Com a última reforma, em 2014, quadruplicamos esse número, oferecendo cada vez mais e melhor esse serviço”, explicou o diretor administrativo e nefrologista, Rodrigo Bezerra.
Segundo o diretor médico da Hemodiálise do Maria Lucinda, Rodrigo Leite, a principal missão de todos que trabalham na instituição é garantir que o paciente seja bem tratado e acolhido. “Sabemos do sofrimento que essas pessoas passam por causa da situação social, do tratamento e da doença em si. Por isso, buscamos oferecer o que há de melhor e proporcionar o máximo de bem-estar a esses pacientes”, disse. O setor de Hemodiálise do Hospital Maria Lucinda funciona de segunda a sábado, das 6h às 20h, no prédio do ambulatório.

Gestores marcam presença do MV Experience Fórum 2017

Com a intenção de aprimorar os conhecimentos voltados para a melhoria contínua dos serviços prestados aos pacientes, os gestores dos Hospitais Maria Lucinda, Ermírio Coutinho e Regional de Palmares, e das UPAs Caxangá e Nova Descoberta, participaram, nos dias 10 e 11 de agosto do MV Experience Fórum 2017, que é considerado um dos maiores eventos do país no segmento de gerenciamento de resultados, saúde e tecnologia da informação.
O encontro, que aconteceu no Recife, contou com 30 palestras e a presença de grandes nomes da área de TI e Saúde, como a presidente da Microsoft no Brasil, Paula Bellizia, e do cientista-chefe da IBM Brasil, Fábio Gandour. Entre os temas apresentados no evento estão: Processo de migração de plataformas; o Uso do analytics para apoiar decisões que geram ações e resultados; Infraestrutura tecnológica para o hospital digital, além da Importância dos protocolos clínicos gerenciáveis e sistemas de apoio à decisão clínica, e o Prontuário eletrônico como coração da assistência e acreditações hospitalares.

Página 1 de 512345