Hospital Maria Lucinda promove mutirão de saúde em parceria com a Prefeitura do Recife

O Hospital Maria Lucinda está promovendo neste sábado, dia 20 de julho, em parceria com a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife, o III Mutirão de Saúde do Programa “Chegando Junto”. A iniciativa destinada a população que vive nas áreas mais vulneráveis da capital pernambucana, oferece consultas ambulatoriais com especialistas e as pequenas cirurgias.
Ao todo, mais de 400 vagas estão sendo ofertadas entre consultas de Cardiologia, Ortopedia e Otorrinolaringologia, além de cirurgias ambulatoriais.
Gestores do Maria Lucinda, como o Superintende, Luiz Alberto Araújo, a Diretora Administrativa, Ana Cristina Passavante, e a Gerente-Geral de Regulação da PCR, prestigiaram o evento.

Missa em Ação de Graças celebra os 90 anos do Hospital Maria Lucinda

O Maria Lucinda cuida da saúde dos pernambucanos com qualidade e humanismo, antes de quase seis décadas de o SUS ser instituído no Brasil

Fé, gratidão e emoção. Foram esses os sentimentos que uniram gestores, irmãs de caridade, colaboradores, voluntários, amigos e parceiros do Hospital da Família Maria Lucinda na celebração da Missa em Ação de Graças que marcou o início das comemorações dos 90 anos de fundação do Hospital Maria Lucinda.
A celebração eucarística aconteceu no dia 13 de junho, na Capela Nossa Senhora das Graças. Na ocasião, a Missa contou com a participação da funcionária Suzy Liberato, que acompanhada pelo músico Paulo Henrique, entoou os cânticos da celebração.

Dona Irene, neta do comendador Manoel de Almeida e presidente da Sociedade dos Amigos do Hospital Maria Lucinda (Sahima); o médico Luiz Alberto de Araújo, superintendente-geral do Hospital; e Arnaldo José Almeida, bisneto do comendador e presidente da instituição, entraram trazendo a vela acesa, que simboliza a fé viva dos cristãos.

A missa, presidida pelo padre Marcelo Silva, foi marcada por momentos emocionantes desde os ritos iniciais. Durante a homilia, o religioso ressaltou o compromisso de todos que fazem o Hospital Maria Lucinda diariamente, diante da escassez de recursos destinados à saúde pública do Brasil. “O Hospital Maria Lucinda foi criado para cuidar das crianças carentes da zona norte do Recife, hoje, atende a toda a família”, ressaltou.

Os depoimentos dos médicos que estão à frente dos serviços oferecidos pelo hospital à população há mais de 50 anos foram emocionantes, bem como o da irmã Ana Maria, a mais antiga representante das irmãs de caridade na unidade.

O superintendente-geral Luiz Alberto lembrou pessoas que escolheram viver em prol do Maria Lucinda. “Agradecemos primeiro a Deus, que nos dá coragem de perseverar em fazer sempre o nosso melhor para as centenas de pacientes que confiam em nossas mãos o seu bem maior: sua vida. E destaco que, para chegarmos até aqui, tivemos contribuições de exemplo de dedicação e doação essenciais na nossa trajetória de 90 anos: o médico
Frederico Cavalheira, e as irmãs Rocha, Almeida e Antoné”, disse.

Após a celebração, foi servido um almoço especial, que reuniu os gestores e funcionários do hospital. Na ocasião houve o tradicional “Parabéns pra você” e o corte do bolo.

Forró Solidário do Hospital Maria Lucinda reúne artistas de peso

Artistas de peso, forró, comidas típicas e solidariedade. Foi com essa mistura que o Hospital Maria Lucinda promoveu, no dia 22 de maio, no salão da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), a 16ª edição do Forró da Mamãe, um dos eventos juninos beneficentes mais concorridos do Recife.

O arrasta-pé, organizado pela Sahima (Sociedade de Amigos do Hospital Maria Lucinda) reuniu cerca de 300 pessoas, entre voluntários, profissionais de saúde, gestores das UPAs Caxangá e Nova Descoberta e da própria instituição, além de amigos da Fundação Manoel da Silva Almeida. Entre os gestores presentes estavam o superintendente Luiz Alberto; a diretora Financeira, Irmã Fabíola Alencar; a diretora administrativa, Ana Cristina Passavante; a presidente da Sahima; Irene Almeida; a coordenadora do setor de Hotelaria e Eventos, Marina Silva coordenadora administrativa da UPA Caxangá, Geórgia Assunção; e o coordenador Administrativo e Financeiro da UPA Nova Descoberta, Júnior Passavante.

Antes da anfitriã da festa Nena Queiroga, carinhosamente conhecida como “Madrinha do Forró da Mamãe”, subir ao palco, Leandro Melo e Banda foi escalado para animar os foliões presentes. Depois de tocar antigos e novos sucessos, Nena iniciou a sua apresentação. Sob fortes aplausos, ela agradeceu a todos pela presença e expressou a sua alegria por estar presente em mais uma edição do evento.  “Para mim é sempre uma honra participar do Forró da Mamãe.  Eu participo de muitos eventos solidários durante o ano, mas esse eu tenho um carinho muito especial por esse. Conheço o trabalho que vocês realizam e, inclusive, tenho alguns familiares que deram entrada na emergência do hospital e foram muito bem-atendidos, por isso eu sou ainda mais grata a todos que trabalham no hospital. Muito obrigada a todos pela confiança”, falou emocionada.

Durante a festa, Fabiana Pimentinha também afirmou que estava bastante feliz pelo convite para participar do evento. “O sentimento de estar aqui é o melhor possível. Você oferecer um pouquinho do seu tempo e da sua arte em prol do próximo, é muito gratificante. Se cada um fizer um pouquinho, muito será feito”, falou.

Além dessas artistas, também se apresentaram no evento os forrozeiros Maciel Melo, Cristina Amaral, Irah Caldeira, Bia Villachan, Ed Carlos, Marcos Santana, Luizinho de Serra, Dudu do Acordeon e Loirão.

Na ocasião, Luiz Alberto, fez questão de agradecer a todos os presentes, em especial à Nena, Sahima, voluntários e ao público em geral pelo apoio.  “Agradeço a todos vocês por fazerem essa linda festa. Aqui estão presentes pessoas solidárias que veio colaborar especialmente com o trabalho que realizamos há cerca de 90 anos e isso nos deixa muito felizes”, finalizou.

Ao final do evento, Irene Almeida também fez muitos agradecimentos e realizou o tradicional sorteio de brindes, todos doados pelos parceiros. “O sentimento é de vitória e de dever cumprido, porque este ano tivemos muitas dificuldades, mas com o esforço de todos, conseguimos realizar essa festa. Estou muito grata a todos que nos ajudaram de alguma forma”, afirmou Irene Almeida.

Confira a lista de todos que contribuíram. AABB; Urso Filmes; Robson Chagas Decoração; Padaria Engenho Casa Forte; Padaria Com Pao; Padaria Cidade Jardim; Padaria Pan Jovem; Portus; Mutti Delicatessen; Arezzo; Micas; Leo Pinheiro; Augusta; Chica Pitanga; Tcnia; Ferreira Costa; Básica Branca; Salão Fio a Fio; Cassia Bolos; Universo Colchões; Café 3 Corações; Pitu; Miami Center e Rpress Comunicação.

“Não proteger a infância e a adolescência é condenar o futuro” é o tema do IV Seminário sobre Violência contra Criança e Adolescente, promovido pelo Hospital Maria Lucinda

O Hospital Maria Lucinda promove nesta quarta-feira, dia 15 de maio, no Colégio Virgem Poderosa (localizado ao lado da instituição) o IV Seminário sobre Violência contra Criança e Adolescente. O evento coordenado pelo Serviço Social reunirá profissionais que atuam em órgãos de proteção aos direitos de crianças e adolescentes, entre eles, psicólogos e conselheiros tutelares.

“A violência pode se manifestar de inúmeras formas e estar mais perto do que imaginamos. Por isso, precisamos observar o comportamento das nossas crianças e agir o mais rápido possível, e neste encontro discutiremos essas questões”, destacou a coordenadora do Serviço Social do Maria Lucinda, Fátima Santana.

Esta 4ª edição, cujo tema é “Não proteger a infância e adolescência é condenar o futuro” contará com as palestras ”A saúde mental de criança e adolescente – suicídio na infância e adolescência”, ministrada pela psicóloga Eliane Ferreira; “Marco Histórico da Infância e Juventude/ Estatuto da Juventude”, proferida pela conselheira tutelar Maria José Gomes; e “O Papel da Secretaria de Saúde Mental de Recife no Combate ao Adoecimento Mental de Crianças e Adolescentes”, tema que será apresentado pelo psicólogo Carlos André. Após a apresentação, os participantes também irão participar de um debate.

Para participar, basta doar um pacote de fralda geriátrica de qualquer marca e tamanho. As inscrições podem ser feitas através do endereço:  https://bit.ly/2HlfvOL . Mais informações pelo número: 3267-4222.

Serviço

IV Seminário sobre Violência contra Criança e Adolescente

Data: 15 de maio, às 14h

Local: Colégio Virgem Poderosa (ao lado do Hospital Maria Lucinda)

UPA Caxangá inaugura nesta quinta-feira, dia 28, às 15h, a horta orgânica

A instituição é a primeira Unidade de Pronto Atendimento do estado a ser beneficiada com o projeto Horta em Todo Canto, que tem à frente o governador Paulo Câmara e a primeira-dama do estado, Ana Luiza.

Estimular o cultivo e consumo de alimentos orgânicos, expandir e fortalecer ainda mais as ações de conscientização ambiental e sustentabilidade em Pernambuco. É com esse objetivo que o governador Paulo Câmara e a primeira-dama do estado, Ana Luiza, lançaram, em 2016, o programa Horta em Todo Canto. A iniciativa, que está presente em diversos espaços públicos do estado, será inaugurada na UPA Caxangá nesta quinta-feira, dia 28 de março.

Na horta da UPA Caxangá, serão cultivados diversos tipos de hortaliças, como alface verde, coentro, cebolinha, tomate cereja, quiabo, alface roxa e couve, em cinco canteiros numa área anexa à unidade de saúde.

A coordenadora Geral da UPA Caxangá, Josenilda Almeida, explica como iniciou a implantação do projeto na unidade. “Iniciamos a implementação do projeto no mês de outubro de 2017. Primeiro, nós participamos de cursos, palestras, reuniões e treinamentos. Depois iniciamos o preparo do terreno e dos canteiros, adubação, irrigação, sementeira, plantio e cuidados”, afirmou.

De acordo com a coordenadora, a primeira colheita será realizada durante a inauguração, que acontece nesta quinta-feira (28), às 15h. “Aguardamos a presença do governador Paulo Câmara; da primeira-dama, Ana Luiza; do secretário de Saúde do Estado, André Longo; do superintendente-geral da Fundação Manoel de Almeida, Luiz Alberto de Araújo e de vários gestores e amigos da instituição. Neste primeiro momento, temos quinze funcionários de diversos setores responsáveis pelo cultivo do espaço. E estamos tendo ótimas respostas dos participantes de integração, aliviando o estresse das tarefas diárias de uma unidade que recebe mais de 400 pacientes por dia. Esperamos que este projeto seja multiplicado em mais espaços públicos”, ressaltou.

Centro de Referência em Doenças Raras do estado divulga balanço de atendimentos e promove atividade no Dia Mundial das Doenças Raras

Inaugurado em novembro de 2018, o Rarus, primeiro Centro de Referência em Doenças Raras do estado, sob a administração do Hospital Maria Lucinda, já realizou mais de 500 atendimentos( 227 triagens e 300 consultas subsequentes)Para comemorar os números e lembrar o Dia Mundial das Doenças Raras, o Rarus promoveu, na manhã de hoje, um café da manhã especial para pacientes e acompanhantes.

De acordo com o hepatologista Pediátrico e coordenador do Serviço, Marcelo Soares Kerstenetzky, o sentimento é de gratidão. “Esse quantitativo é muito maior do que a gente esperava. Inicialmente, havíamos pensado em 100 atendimentos por mês, mas estamos superando essa meta em quase 80%. O melhor de tudo é saber que estamos melhorando a qualidade de vida desses pacientes e de seus familiares, o que nos deixa felizes”, ressaltou.

Ainda de acordo com o coordenador, o Rarus tem várias missões e uma delas não é só fazer o diagnóstico, e sim compartilhar conhecimento. “Quando compartilhamos conhecimento, multiplicamos a esperança de vida dos pacientes. Nosso objetivo é crescer em quantidade e qualidade, oferecendo uma assistência de excelência para os pacientes, transformando esperança em realidade”, reforçou.

O superintendente do Hospital Maria Lucinda, Luiz Alberto Araújo prestigiou o evento.  “No estado, os pacientes com doenças raras não tinham a atenção exclusiva e o Rarus chegou para suprir essa carência. “Estamos muito felizes com o resultado desse primeiro trimestre porque aqui os pacientes estão recebendo um atendimento de excelência, pois a missão do Maria Lucinda é oferecer uma medicina de qualidade aos pacientes mais necessitados, finalizou.

UPA Nova Descoberta comemora 8 anos registrando mais de 1,2 milhão de atendimentos

Ultrapassando mais de 100% da meta estabelecida pela Secretaria Estadual de Saúde (SES)

A UPA Nova Descoberta, sob a administração do Hospital Maria Lucinda, instituição que há 90 anos cuida com muita dedicação da saúde dos usuários do SUS pernambucanos, comemora 8 anos, hoje, dia 15 de fevereiro, registrando 1.267.539 atendimentos, uma média de mais de 158 mil por ano. O resultado supera em mais de 100% a meta estabelecida pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Apenas em 2018, a unidade realizou 167.353 atendimentos, (incluindo Odontologia e Serviço Social) representando uma média 459 atendimentos por dia. Desse total, 155.012 atendimentos foram nas áreas de Clínica Geral, Pediatria e Ortopedia.

O nível de satisfação dos usuários também tem crescido positivamente. Na pesquisa de satisfação realizada em 2018 com a participação de 15.874 pacientes, 61,79% consideraram como Excelente e Bom o atendimento da unidade.

De acordo com o coordenador-geral, Daniel Akel, o resultado apresentado nesse balaço comprova o compromisso de toda equipe. “Estamos empenhados a cada dia, oferecermos um atendimento mais ágil e eficiente. Agradecemos a todos os profissionais que fazem o dia a dia da UPA. Todos vocês estão de parabéns. O resultado positivo, só aparece quando há um compromisso de cada um fazer melhor a sua parte, e aqui eu tenho acompanhado esse empenho diário”, ressaltou, Daniel Akel.

Comemoração – Para comemorar a data, gestores, profissionais de saúde e funcionários participam, hoje, de um almoço especial, na própria unidade. A comemoração terá o tradicional corte do bolo.

 

UPA Caxangá realiza mais de 160 mil atendimentos em 2018

A UPA Caxangá, administrada, desde a fundação, pelo Hospital Maria Lucinda, instituição que há 90 anos cuida dos pacientes do SUS com excelência, alcançou em mais de 100% a meta estabelecida pela Secretaria Estadual de Saúde. De janeiro a dezembro de 2018 a unidade registrou mais 160 mil atendimentos, número que representa um acréscimo de 19% em relação ao ano anterior, com uma média de 450 atendimentos diários e 19 por hora.

De acordo com a coordenadora-geral da UPA,Josenilda Almeida, o balaço da unidade representa além de um ganho quantitativo, uma maior satisfação dos pacientes. “No ano passado, realizamos uma pesquisa para avaliar o nível de satisfação dos usuários e o resultado foi bastante positivo. Foram ouvidos mais de 13 mil pacientes. Desse total, 84% consideraram o atendimento excelente ou bom”, afirmou a gestora.

Com o objetivo de melhorar o funcionamento da unidade, bem como prestar um melhor atendimento, foram criadas algumas comissões. “Criamos a Comissão de Análise de Prontuário, de Verificação de Óbitos; de Prevenção de Infecção, de Segurança do Paciente, a CIPA e o Núcleo de Manutenção Geral. Todas as equipes se reúnem periodicamente para discutir assuntos pertinentes a cada objetivo específico”, ressaltou Josenilda Almeida.

A coordenadora comemora o resultado de 2018 e fala da expectativa para 2019. “Estamos muito satisfeitos com todos os resultados obtidos no ano passado, mas, para 2019, a nossa meta é crescer ainda mais em quantidade e qualidade.  Para isso, estamos desenvolvendo um Planejamento Estratégico”, afirmou Josenilda.

Estrutura – A UPA Caxangá possui 18 leitos de enfermaria, sala de Raio-X e nebulização, além de uma sala de urgência. Mais de 200 funcionários atuam na unidade que oferece atendimento nas áreas de Clínica Médica, Pediatria e Ortopedia.

 

Coordenadores do Serviço de Referência em Doenças Raras (Rarus) do Hospital Maria Lucinda participam de programa na Rádio Folha

 

A neurologista e o , Vanessa Van Der Linden e Marcelo Soares Kerstenetzky, respectivamente, participaram,na tarde de hoje, do programa Rádio Livre, da Rádio Jornal. Além de destacar mais detalhes sobre o funcionamento do centro de referência localizado no bairro do Derby, área central do Recife, os médicos também falaram sobre diversos tipos de doenças raras. Para conferir as entrevistas, na íntegra, acesse os links abaixo. Susi Liberato @Júnior Ana Cristina Passavante Susi Liberato Pricila Almeida

https://bit.ly/2QU82ZS
https://bit.ly/2TUo33R

Missa de Natal reúne gestores, funcionários, pacientes e amigos do Hospital Maria Lucinda

Em clima de muita alegria e gratidão, o Hospital Maria Lucinda realizou, na manhã do dia 13 de dezembro, na capela da Casa da Providência, a tradicional Missa de Natal. Participaram da celebração o presidente da instituição, Arnaldo Almeida; o superintendente, Luiz Alberto de Araújo; a diretora Administrativa, Ana Cristina Freitas; a diretora Financeira, irmã Fabíola Alencar; a presidente da Sahima, Irene Almeida; além de muitos gestores das unidades administradas pela Fundação Manoel de Almeida, irmãs da Comunidade de São Vicente de Paulo, pacientes e amigos.

Destaque para um momento especial que emocionou a todos: um casal e um bebê (simbolizando José, Maria e o menino Jesus) entraram na capela na companhia de três homens (simbolizando os reis magos), formando um presépio humano. Os participantes da encenação são funcionários e o bebê que representava Jesus é o filho da funcionária que fez o papel de Maria.

Durante a homilia, o padre Marcelo Silva reforçou que o Natal é muito mais do que trocar presentes e festa. “Estamos aqui para agradecer ao Senhor pelas bênçãos e graças que ele derramou. Também devemos pedir perdão, pois ao longo da nossa caminhada, muitas vezes não conseguimos agir de acordo com a vontade de Deus. Vamos pedir perdão pelos momentos que não deixamos a luz do menino Jesus brilhar em nossas vidas. O ano de 2018 está terminando e, se você não realizou o que havia planejado, lembre-se de que são mais 365. Não se prenda ao passado, pense no futuro”, finalizou.

“Agradeço a todos que fazem parte dessa grande família e a Deus por nos dar força e saúde para continuarmos essa grande missão iniciada pelo meu bisavô. Todos vocês são muito especiais para nós. O meu desejo é que permaneçamos juntos, cuidando dessa obra que, em 2019, completará 90 anos de existência”, afirmou o presidente Arnaldo Almeida.

O superintendente, Luiz Alberto agradeceu as conquistas de 2018. “Este é um momento para celebrar o Natal e a vida de todos que fazem parte da grande família Maria Lucinda. É também uma oportunidade para agradecer por tudo que passamos durante o ano e este, especialmente, nós temos muito a agradecer, pois Deus foi generoso conosco. Realizamos novos empreendimentos, como o Centro de Doenças Raras (Rarus), cumprimos com as nossas metas programadas e atendemos todos os pacientes que estavam agendados. Que, em 2019, Deus no ajude a fazer ainda mais”, ressaltou.

“Temos muitas razões para agradecer ao Menino Jesus por nos ter ajudado a realizar com êxito a nobre missão de fazer o Hospital Maria Lucinda. Podemos dizer, com certeza, que a união de cada colaborador desta obra faz do nosso hospital uma gruta de Belém, pois aquela humilde gruta que acolheu o Menino Jesus é símbolo de esperança que brota do seio de uma família. E nós somos uma família que, durante este ano, conseguiu levar esperança para inúmeras famílias, através do nosso serviço prestado”, ressaltou a irmã Fabíola Alencar.

Por fim, a vice-presidente Givanete Almeida declamou a poesia ”Quando o príncipe visitou o presídio, de Myrtes Mathias.

Página 1 de 712345...Última »