Hospital Maria Lucinda promove ação de conscientização dos cuidados de bebês prematuros

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, no Brasil, cerca de 340 mil bebês nascem prematuros todos os anos, ou seja, antes de completar 37 semanas. Esse nascimento precoce acaba ocasionando diversos problemas para o bebê que vão além do baixo peso, precisando assim de cuidados especiais na UTI. Para conscientizar sobre as questões ligadas ao nascimento prematuro, foram instituídos o Novembro Roxo e o Dia Mundial da Prematuridade (27.11).

Em alusão à data, o Hospital Maria Lucinda promoveu um encontro, no dia 17, na área externa da UTI Pediátrica. O evento foi prestigiado pela diretora financeira  Irmã Fabíola Alencar, pela coordenadora Médica e de Enfermagem da UTI Neonatal, Gerlane Oliveira e Jackeline Diniz, respectivamente, profissionais da unidade, ex-prematuros e seus familiares, além de diversos colaboradores da instituição.

Durante a abertura, a irmã Fabíola Alencar falou sobre a alegria e os desafios dos papais e profissionais de saúde que atuam na UTI Neo. “Que alegria! Aqui tem ex-pacientes da UTI Neonatal, pais de pacientes e  profissionais. São experiências diferentes, mas que se complementam. São os pais que vivem com o coração apertado porque uma parte importante deles está aqui;  e  vocês, que se dedicam 24 horas com amor e zelo, que vão além da exigência profissional, porque amam o que fazem. Vocês criam laços, se envolvem. Diferente dos adultos, as crianças da UTI não passam um período curto, mas ficam dias, meses e até anos se recuperando. Não há palavras para descrever o carinho e o amor que esses familiares têm pelos profissionais de saúde, pelo acolhimento, atenção e sensibilidade”, ressaltou.

“Hoje é um dia de ação de graças. Precisamos render graças a Deus pelo benefício da vida, da esperança, do benefício de saber que juntos, com Deus, podemos operar maravilhas na vida dessas crianças.  E é muito bom testemunhar o amor de Deus a todo momento na vida dessas crianças. O patrono deste espaço é o menino Jesus, que tem uma história parecida com os pacientes daqui. O menino Deus foi entregue a um casal para ser cuidado e, da mesma forma, vocês confiaram os filhos aos nossos cuidados. Que Deus abençoe todos vocês”, afirmou.

“O pós-nascimento de um bebê prematuro é uma fase delicada, porque existe uma expectativa para a chegada do bebê e acaba não sendo correspondida, porque o bebê é  abaixo do peso e necessita de cuidados especiais. A angústia para essas famílias é longa, pois muitos desses bebês passam muito tempo internados. Há bebês que já estão grandes, mas ainda continuam conosco porque têm problemas pulmonares. E esse encontro serve para estreitar o relacionamento entre famílias, profissionais e bebês, e para que essas crianças saiam daqui da melhor maneira possível”, enfatizou  Gerlane Oliveira.

 “Este Novembro Roxo chama a atenção para os cuidados especiais dedicados a esses bebês, que ficam muito tempo distantes dos pais e, principalmente, da mãe. Este evento é uma homenagem aos bebês e ainda aproxima o binômio: mãe e filho”, explicou Jackeline Diniz.

 Entre os familiares presentes estava Karina Mikaelly, mãe de gêmeas de quatro meses. “Uma das minhas filhas está internada aqui há três meses e eu só tenho a agradecer o que a equipe do Maria Lucinda tem feito por ela. Eles tratam os nossos filhos como se fossem deles, é visível o carinho e cuidado com os pacientes”, ressaltou.

Por fim, foi feita a oração do Pai Nosso e houve o tradicional corte de bolo. 

 

 

 

Hospital Maria Lucinda realiza café da manhã em comemoração ao Dia do Médico

Em comemoração ao Dia do Médico, o Hospital Maria Lucinda realizou, no último dia 20, um café da manhã especial com a equipe médica que atua na unidade. O evento reuniu gestores, entre eles, o diretor médico, Luciano Arraes, a diretora administrativa, Ana Cristina Passavante; e a diretora financeira, a Irmã Fabíola Alencar, além de residentes.

Representando o corpo médico da instituição, o médico mais antigo do hospital, José Carlos, discursou em nome dos demais, expressando sua paixão e amor pela profissão.

A programação do café contou com sorteio de brindes e o tradicional corte de bolo.

Hospital Maria Lucinda inaugura a nova Brinquedoteca

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com a presença de gestores, profissionais de saúde, irmãs de caridade, pacientes e acompanhantes, o Hospital Maria Lucinda realizou nesta quinta-feira, 14 de outubro, a inauguração da nova Brinquedoteca da instituição. O espaço, que fica localizado no 1º andar, próximo às Enfermarias Pediátricas São Vicente de Paulo, conta com brinquedos para todas as idades, livros, mesinhas, cadeiras, puffs e outros itens que fazem a alegria da criançada.
A Brinquedoteca funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, fechando durante o horário do almoço. As crianças também contam com a presença de uma pedagoga para auxiliar nas brincadeiras e outras atividades propostas para a idade de cada paciente.

O superintendente-geral, Luiz Alberto Araújo, iniciou o discurso ressaltando a importância do espaço. “A Brinquedoteca é um espaço tão importante quanto a assistência médica que ofertamos às nossas crianças. O ambiente hospitalar, muitas vezes, é muito sofrido para elas, porque estão distantes do conforto da família, do lar. Embora saibamos que a injeção, a cirurgia e o procedimento são fundamentais para restaurar a saúde, por mais humanizada que sejam a recepção e todo o atendimento aqui, o tratamento é dolorido. Proporcionar um ambiente lúdico, como esse, alivia a tensão, relaxa e deixa a criança mais feliz e ajuda inclusive na sua recuperação”, declarou.

“Esta Brinquedoteca tem uma importância grande para o nosso hospital, porque esta instituição surgiu como um hospital infantil, desde sempre visamos fazer o melhor pelas crianças. Todos que participaram da realização desta grande obra estão de parabéns!”, reforçou o presidente, Arnaldo Almeida.

“Hoje é um dia de alegria pela reabertura deste espaço para as crianças. Temos a sensação de dever cumprido por fazer algo tão especial para elas e seus acompanhantes. Sabemos o desconforto que é estar no hospital e esse espaço serve para trazer um alento. Somos muito gratos a todos que participaram de forma direta e indireta da realização desse projeto”, afirmou a diretora administrativa, Ana Cristina Passavante.
“Não tenho palavras para agradecer o carinho de vocês com as nossas crianças. Aqui eu sinto o quanto os médicos, as irmãs e os residentes gostam do que fazem. Realmente é possível sentir que fazem tudo com amor”, falou emocionada Carolina Rosina, mãe de um dos pequenos pacientes.

Por fim, a diretora financeira, irmã Fabíola Alencar, também fez muitos agradecimentos e ainda abençoou o espaço aspergindo água benta. “Que Deus abençoe e fortaleça cada um envolvido nesta obra. Nós existimos em função de servir e oferecer um serviço de qualidade a todos que nos procuram. Que as famílias de todos aqui possam ser abençoadas com muita saúde e com todas as graças necessárias em nome do Pai, do filho e do Espírito Santo”, finalizou.

Hospital da Família Maria Lucinda recebe doação de lâmpadas de LED da Neoenergia Pernambuco (antiga Celpe)

Por meio do projeto Energia com Cidadania, a Neoenergia Pernambuco (antiga Celpe), doou 1667 lâmpadas de LED para o Hospital da Família Maria Lucinda. Além de melhorar a iluminação das áreas, as novas   consomem cerca de 40 a 50% menos energia e, ainda ,colaboram com a redução na emissão de gases do efeito estufa na atmosfera. A doação será distribuída em mais de 50 setores da unidade hospitalar

“Em nome da instituição, o setor de Manutenção agradece a parceria junto a Neoenergia Pernambuco, que possibilitou a troca de  todas as lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED. A doação recebida garantirá   uma boa economia para o Hospital”, comemora o Gerente de Manutenção do Hospital Maria Lucinda, Hamilton Júnior.

O projeto Energia com Cidadania faz parte do Programa de Eficiência Energética da Neoenergia Pernambuco, regulado pela Aneel. Promovido há mais de quatro anos, a iniciativa já trocou milhares de lâmpadas em prédios públicos, como escolas, unidades de saúde, de segurança pública e instituições do terceiro setor.

Hospital Maria Lucinda promove treinamento de eletrocardiograma para técnicos em enfermagem

Com o objetivo de capacitar os técnicos em enfermagem na realização de eletrocardiograma (ECG) em pacientes adultos, o Hospital Maria Lucinda promoveu um treinamento, ministrado pela enfermeira supervisora Silvia Helena Pessoa, na Ala São José, no período de 16 a 20 de setembro.
De acordo com Silvia Helena, o Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren) emitiu o Parecer Técnico nº 001/2020, em que reforça que o exame de eletrocardiograma (ECG) pode ser realizado por qualquer um dos membros da equipe de Enfermagem, desde que tenha habilidade (auxiliar ou técnico em enfermagem, enfermeiro). “Baseado no parecer técnico do Coren, estamos capacitando nossa equipe para que todos possam estar aptos à realização desse procedimento, que é de extrema importância para atestar a saúde do coração do paciente, bem como encontrar indícios de que ele tenha ou não problemas cardíacos”, ressaltou a supervisora.

Enfermeira da UPA Caxangá participa de curso no Hospital Albert Einstein

A enfermeira responsável pela educação continuada da UPA Caxangá, Vanessa Oliveira, participou, entre os dias 11 e 15 de setembro, do curso Qualificação de Profissionais do Sistema Único de Saúde em Urgências e Emergências com Simulação Realística, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O treinamento visou qualificar médicos e enfermeiros que atuam nos serviços da Rede de Atenção às Urgências do SUS sobre temas pertinentes ao atendimento de urgências e emergências do adulto, com foco na segurança do paciente e nas melhores práticas e condutas estabelecidas.

O treinamento, custeado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) – PROADI/SUS, foi composto por duas etapas: on-line e presencial. A parte on-line foi realizada entre os dias 11 e 14; e a presencial, no dia 15. De acordo com Vanessa Oliveira, o curso abordou, de forma geral, os temas mais predominantes no dia a dia em uma unidade de emergência: atendimento em parada cardiorrespiratória, acidente vascular cerebral, infarto, traumas, queimaduras e emergências psiquiátricas. “O aprendizado adquirido nas práticas realísticas nos mostrou a melhor forma para uma abordagem eficaz aos nossos pacientes críticos, com a melhor chance de sucesso, nas nossas unidades de pronto atendimento. É muito importante que toda a equipe (médicos, enfermeiros e fisioterapeutas), de forma multidisciplinar, possa participar dessa formação para que possamos oferecer ao nosso usuário SUS um atendimento integral e de qualidade”, afirmou Vanessa.

 

Hospital Maria Lucinda realiza ação alusiva ao Setembro Amarelo Suicídio: o que tenho com isso?

Dentro das ações em comemoração à campanha Setembro Amarelo, mês de conscientização e prevenção ao suicídio, o Hospital Maria Lucinda promoveu, sob a coordenação do Setor de RH, a palestra Suicídio: o que tenho com isso?, no dia 14 de setembro, no Centro de Estudos da unidade.

A palestra foi ministrada por estudantes de Psicologia da Faculdade Esuda, teve como  abordagem questões de como ajudar pessoas deprimidas ou com pensamento suicida; por que falar é a melhor opção; o que fazer para auxiliar a pessoa que está com problemas relacionados à saúde mental.

A gestora do RH do Maria Lucinda, Denise Lima, reforça que suicídio parece uma realidade distante, mas, infelizmente, é justamente o oposto, por isso o tema precisa ser debatido o ano inteiro, não apenas no mês de setembro. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil, o que significa que o suicídio mata mais brasileiros do que doenças como a AIDS e o câncer.

“O suicídio continua sendo uma das principais causas de morte em todo o mundo, de acordo com as últimas estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicadas no relatório “Suicide worldwide in 2019”. Por isso é importante orientar e conscientizar as pessoas sobre o tema, intensificando, assim, nossos esforços de prevenção do suicídio”, afirmou Denise Lima.

Página 1 de 1512345...10...Última »