Hospital Maria Lucinda promove Curso Telemarketing Filantrópico em parceria com o grupo + Filantropia

Representantes, coordenadores e supervisores de Telemarketing que atuam em instituições filantrópicas em Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, nas áreas de educação, saúde e social participaram, entre os dias 29 e 30 de outubro, na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), do curso Telemarketing Filantrópico, promovido pelo Hospital Maria Lucinda em parceria com o grupo + Filantropia.

A abertura foi realizada pela psicóloga clínica referência em comportamento humano Andrea Christiane Batista, que realizou uma dinâmica de grupo antes de proferir as palestras: A importância da motivação para o desenvolvimento e sucesso das Instituições; e O uso de dinâmicas motivacionais na captação de recursos.

 Dentro da programação do primeiro dia a participação da diretora Financeira do Hospital Maria Lucinda, uma das organizadoras do evento, Irmã Fabíola de Alencar Furtado, que proferiu a palestra: Telemarketing Filantrópico, abordando toda a dinâmica de realização conservação de Captação de serviço com esta ferramenta, que tem se tornado cada vez mais utilizada e indispensável na manutenção da Instituições filantrópicas. “O objetivo principal desses encontros, é compartilhar experiencias como ferramentas para que todos os profissionais que trabalham com o telemarketing filantrópico sejam multiplicadores e possam captar mais recursos para a manutenção de suas atividades”, enfatizou Irmã Fabíola, que tem mais de 15 anos de experiência em captação de recursos em Telemarketing.

A diretora Administrativa do Maria Lucinda, Ana Cristina Freitas, também prestigiou o evento, intervindo sobre o tema e esclarecendo dúvidas.

Já no segundo dia, os participantes assistiram à palestra Benefícios de uma consultoria eficiente para o terceiro setor ministrada pelo educador social e produtor cultural Danilo Carias. “Esse encontro foi importante porque primeiro conseguimos nos reunir com as pessoas que de fato fazem a instituição acontecer; que estão dispostas a fazer a organização crescer e segundo porque precisamos realmente começar a instituir a mudança, principalmente, mudando as nossas crenças da forma que fazemos”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *