Missa em Ação de Graças celebra os 92 anos do Hospital Maria Lucinda

Em clima de muita gratidão e respeitando os protocolos de segurança da COVID-19, gestores e colaboradores do Hospital da Família Maria Lucinda participaram, nesta quarta-feira, dia 9 de junho, da Missa em Ação de Graças em comemoração aos 92 anos de fundação do Hospital. A celebração, presidida pelo padre Marcelo Silva, foi realizada na própria capela da instituição e transmitida pelo Meet. Entre os presentes estavam o presidente, Arnaldo Almeida; a vice-presidente, Givanete Almeida; o superintendente, Luiz Alberto Araújo; a diretora administrativa, Ana Cristina Passavante; a diretora financeira, Irmã Fabíola de Alencar; e virtualmente  muitos  gestores, colaboradores, voluntários e amigos da instituição.

A Irmã Valdirene Maria da Silva, assistente social da UTI Neo e da Nutrição, abriu a celebração religiosa reforçando o cuidado e o amor de Deus para com a instituição. “O Hospital da Família Maria Lucinda, hoje, louva e engrandece ao Senhor pelos grandes feitos realizados ao longo desses anos, salvando vidas. Esse é o motivo pelo qual nos encontramos aqui, nesta Celebração Eucarística, em Ação de Graças por essa obra que, desde toda a eternidade, foi pensada por Deus. Temos orgulho em reforçar que aqui exercemos nossas atividades com Ética, Seriedade, Competência, Respeito, Qualidade e Humanização. Somos Hospital Maria Lucinda! Somos o Hospital da Família!”, afirmou a irmã.

Durante a homilia, o padre Marcelo Silva falou do empenho do Hospital em salvar vidas e parabenizou a todos os colaboradores que fazem o dia a dia da unidade. “A diretoria e todos os colaboradores que aqui trabalham estão de parabéns! O Hospital Maria Lucinda é composto por profissionais que têm compaixão pelos pacientes e isso faz toda a diferença. Aqui, todos são bem cuidados com muito amor, sempre da melhor maneira possível”, disse o celebrante.

O capelão também reforçou a importância de dar continuidade à obra idealizada pelo fundador do Maria Lucinda, Comendador Manoel da Silva Almeida, e do quanto Deus se alegra ao rendermos graças a Ele em público, para que todos vejam as suas obras, fazendo referência ao Salmos 34. “O Hospital Maria Lucinda é uma obra do Senhor que, graças a Deus, permanece salvando vidas há 92 anos. A semente que o Comendador plantou, em 1929, é o fruto que colhemos hoje. Que essa obra continue salvando mais e mais vidas”, finalizou o padre Marcelo.

 

Em seu discurso, o presidente do Hospital, Arnaldo Almeida, falou do privilégio em estar à frente da instituição e agradeceu o empenho de todos os profissionais da unidade. “Hoje é um dia de comemoração. Estamos salvando vidas há 92 anos, por isso só tenho a agradecer a Deus e à família Maria Lucinda por todo o esforço e dedicação. Se chegamos até aqui é porque Deus nos ajudou e vocês também têm nos ajudado. Parabéns para todos nós!”, afirmou o presidente.

 

O superintendente do Hospital Maria Lucinda, Luiz Alberto Araújo, bastante emocionado, fez questão de ressaltar que tinha infinitos motivos para agradecer. “Hoje é um dia muito especial, pois também marca o meu retorno ao Maria Lucinda, após meu afastamento pela Covid 19, que graças a Deus se manifestou em mim de forma leve. Sobre o Maria Lucinda, eu só tenho que agradecer a Deus por fazer parte desta instituição, pois a ‘semente’ plantada pelo comendador Manoel da Silva Almeida cresceu, prosperou e tem dado muitos frutos. Que continuemos nesse mesmo entusiasmo, fazendo o nosso trabalho com dedicação, amor ao próximo, humanismo e ética”, declarou o superintendente.

“Nós sempre temos motivo para agradecer a Deus e, no dia do aniversário do Maria Lucinda, não podia ser diferente. Graças a Deus, esta unidade de saúde completa 92 anos. Isso demonstra o amor e o cuidado de Deus para conosco, pois passamos por muitas dificuldades e, sem a Sua ajuda, não seria possível chegarmos até aqui. Os colaboradores também merecem nossos agradecimentos, pois temos acompanhado o esforço de todos ao longo de todos esses anos. Que Deus continue abençoando todos vocês”, ressaltou a diretora administrativa, Ana Cristina.

Além dos agradecimentos, a diretora financeira, Irmã Fabíola de Alencar, também relembrou a história de São Vicente de Paulo, fazendo analogia ao trabalho idealizado pelo fundador da instituição. “No século XVII, no sul da França, um homem simples, inspirado por Deus, em tempos difíceis, não diferente do que estamos vivendo hoje, ousou fazer a diferença. Esse homem é São Vicente de Paulo. Em 1929, outro grande homem, igualmente inspirado por Deus, iniciou uma grande obra em favor das crianças e pobres carentes de sua época. Esse homem é o Comendador Manoel da Silva Almeida. O que eles têm em comum: a audácia de viver os desafios da caridade! Os desafios continuam imensos! Por isso, precisamos ficar atentos aos conselhos daqueles que nos precederam nesta caminhada”, pontuou.

A vice-presidente, Givanete Almeida, também aproveitou a ocasião para fazer muitos agradecimentos, em especial a Deus. Ela também declamou a poesia “Gratidão”, de Myrtes Mathias. A cerimônia foi encerrada com o tradicional “Parabéns”.

 Almoço – Após a missa, foi oferecido um almoço especial, com direito a bolo de aniversário, no próprio refeitório, seguindo todos os protocolos de segurança.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *