Santa Luísa de Marillac, a padroeira dos assistentes sociais

O mês de maio possui duas datas significativas para a assistência social: no dia 15, o Dia dos Assistentes Sociais; e no dia 9, foi comemorado o Dia de Santa Luísa de Marillac, fundadora das Irmãs de Caridade e padroeira desses profissionais. As duas datas coincidem, pois a obra deixada por Santa Luísa de Marillac é seguida até os dias de hoje pelas irmãs que atuam no Hospital da Família Maria Lucinda e pelos assistentes sociais da instituição.

Santa Luísa de Marillac nasceu no dia 15 de agosto de 1591, em Paris, e cresceu sob uma educação católica. Um de seus orientadores espirituais na infância e adolescência foi São Vicente de Paulo, com quem fundou a Fundação Filhas de Caridade, a qual acolhia feridos de guerra, doentes nos hospitais, pobres nos asilos e crianças nos orfanatos, seguindo em atividade até os dias de hoje.

“Já se passaram mais de 400 anos e o amor que aquecia o coração de Luísa de Marillac para servir a Jesus Cristo, na pessoa dos pobres doentes, continua animando a vida e a missão de cada Filha da Caridade”, afirma a Ir. Valdirene Maria da Silva, assistente social da UTI Neo e da Nutrição do Hospital Maria Lucinda.

Santa Luísa de Marillac morreu aos 68 anos, em 15 de março de 1660, em Paris. Foi beatificada em 9 de maio de 1920 e canonizada em 11 de março de 1934 pelo Papa Pio XI. Em 1960, o Papa João XXIII a nomeou padroeira dos assistentes sociais. O dia 9 de maio foi escolhido para sua celebração no ano de 2016, por ser o aniversário de sua beatificação.

Em seu leito de morte, deixou como testamento espiritual às Irmãs:

“Minhas queridas Irmãs, continuo pedindo a Deus por vós e rogo conceder-vos a graça de perseverar em vossa vocação para que possais servi-Lo no modo como Ele vos pede.

Tende grande cuidado do serviço dos pobres e, sobretudo, vivei juntas numa grande união e cordialidade, amando-vos umas às outras, para imitar a união e a vida de Nosso Senhor. Pedi muito à Santíssima Virgem que seja vossa única Mãe.”

Santa Luísa de Marillac e a assistência social

A função do assistente social é orientar pessoas em situação de desamparo, promovendo seu bem-estar físico, psicológico e social, sendo um reforço para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, como Santa Luísa de Marillac pregou durante toda a sua vida e realizou em suas obras.

Em ambiente hospitalar, o assistente social usa seu olhar crítico social para oferecer suporte aos pacientes e seus acompanhantes até a alta médica, com apoio psicológico, orientações, mobilizações de recursos, entre outras possibilidades. No Brasil, existem aproximadamente 190 mil profissionais registrados nos 27 Conselhos Regionais de Serviço Social (CRESS).

A Fundação Filhas de Caridade de São Vicente de Paulo, cofundada por Santa Luísa de Marillac, é uma congregação religiosa voltada para o serviço aos mais necessitados. O Hospital da Família Maria Lucinda conta com o trabalho das Irmãs de Caridade em diversos setores administrativos e assistenciais. Neste mês de maio a instituição homenageia aos profissionais de assistência social e também as Irmãs de Caridade, seguidoras dos ensinamentos de Santa Luísa de Marillac:

Ir. Fabíola Furtado de Alencar, Diretora Financeira;

Ir. Poliana Cabral, enfermeira das UTIs;

Ir. Carmem Lúcia Moreira, enfermeira do Centro Cirúrgico;

Ir. Maria de Jesus, enfermeira da Casa de Saúde São José;

Ir. Marilza Castor, enfermeira da Hemodiálise;

Ir. Ana Maria das Nerves, enfermeira do Ambulatório;

Ir. Valdirene Maria da Silva, assistente social da UTI Neo e da Nutrição.

Agradecimento

Entre os dias 10 e 14 de maio, as Irmãs de Caridade Vicentinas do Hospital Maria Lucinda realizaram a primeira Semana de Oração pelo Doador, um momento de graça em favor daqueles que contribuem sistematicamente para a manutenção dos serviços que a instituição oferece aos inúmeros pacientes que buscam atendimento. As celebrações diárias aconteceram na capela do hospital e foram transmitidas ao vivo pelas redes sociais do hospital. Nesta primeira semana, participaram colaboradores dos setores SAHIMA, Telemarketing, Serviço Social e Enfermagem.

No último dia da celebração, o Superintendente do Hospital Maria Lucinda, Luiz Alberto Araújo, fez um agradecimento especial. “Às pessoas amigas do Maria Lucinda, a instituição vem agradecer àqueles que, de uma forma direta ou indireta, têm colaborado com nossas obras. Com a solidariedade de todos, podemos manter esta instituição e seus propósitos. Não percam a esperança, porque é ela que alimenta toda a nossa força e nos mantém firmes”, ressaltou. Para encerrar a semana, foi celebrada uma missa na capela em ação de graças pelos doadores do hospital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *