UPAs administradas pelo Maria Lucinda fazem balanço do primeiro semestre

Com atendimento 24h, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) foram implantadas para preencher a carência de atendimento de emergência de média complexidade do Sistema Único de Saúde (SUS), evitando a superlotação dos grandes hospitais da cidade. Administradas pela Fundação Manoel da Silva Almeida, que é mantida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), as UPAS Caxangá e Nova Descoberta apresentaram seus números de atendimento do primeiro semestre de 2017.
UPA Nova Descoberta – Totalizando mais de 76.960 atendimentos de janeiro a junho deste ano, a UPA Nova Descoberta computou 51.304 atendimentos em Clínica Geral; 20.624 em Pediatria; 10.155 em Ortopedia e Traumatologia; 2.786 em Odontologia e 2.085 na área de Assistência Social.
O coordenador Administrativo e Financeiro da UPA Nova Descoberta, Junior Passavante, diz que a média de 422 pacientes por dia na unidade ultrapassa o quantitativo de atendimento que preconiza o contrato. “Mesmo assim, a unidade vem atendendo às expectativas através do acolhimento humanizado, atingindo metas e sempre buscando focar no bom atendimento e bem-estar do paciente”, explicou.
UPA Caxangá – No primeiro semestre de 2017, a UPA Caxangá registrou 67.997 atendimentos, sendo 43.710 atendimentos em Clínica Médica; 11.459 em Ortopedia e 12.828 em Pediatria, com uma médica de 373 atendimentos por dia. No mesmo período, 160.086 medicações foram administradas aos pacientes.
Ainda de acordo com o balanço, foram contabilizados mais 51.966 exames laboratoriais e mais de 78 mil procedimentos de Radiologia, Eletrocardiograma, suturas e imobilizações. A coordenadora-geral da UPA Caxangá, a médica Josa Almeida, considera o resultado positivo, pois alcançou a meta estabelecida pela Secretaria Estadual de Saúde.
Ainda segundo Josa Almeida, a unidade realiza mensalmente uma pesquisa de satisfação entre os pacientes, e neste período, foi avaliada com índice de 80% entre bom e excelente. “Realizamos um trabalho de educação continuada com nossos funcionários, enfatizando o acolhimento humanizado e o atendimento de qualidade. Em 2016, totalizamos 137.495 atendimentos, e a expectativa de 2017 é que esse número seja ultrapassado”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *